Metallic Constructions
05_17729798654e8b106f07854.jpg
06_17649310914e8b109835ec9.jpg
07_18339923957b5dd673b728.jpg
02_16067418245058b03cb07ae.jpg
04_5973322895058b04c13be6.jpg
09_3346800545058b05eafe48.jpg
11_14707682535058b06a013ff.jpg
12_157070824857b5ddafe27b2.jpg
13_14987539505058b08b2109b.jpg
header1_3164082354c0c858061bd.jpg
header2_61566470154c0c86846030.jpg
03_681185263582363c215063.jpg
02_2085006950582363baf390b.jpg
01_1561509101582363a70b41b.jpg

HISTÓRIA
 
2017


A Martifer ganhou o contrato de fabrico e montagem da estrutura metálica para a Ala Este do Aeroporto de Genebra, na Suiça.

No setor naval, foi adjudicado à West Sea o contrato da construção de um navio polar de luxo para navegar na Antártida. 


2016

O projeto Âncora tem em produção quatro parques eólicos (171,6 MW). Deste projeto fazem parte as duas torres eólicas revestidas com elementos projetados e desenhados por dois artistas de renome internacional, Vhils e Joana Vasconcelos, naquele que é considerado o maior projeto de arte contemporânea em altura. 

No setor naval, foi entregue à Douro Azul o primeiro navio construído pela West Sea, em Viana do Castelo. O Viking Osfrid é uma embarcação muito semelhante aos dois navios-hotel construídos em 2014 pela Navalria (Viking Hemming e Viking Torgil), tem 79 metros de comprimento e capacidade para 106 passageiros. 
2014
2014

No início do ano, a Martifer assina o contrato de subconcessão dos terrenos e infraestruturas dos antigos Estaleiros Navais de Viana do Castelo (ENVC). É em maio que a West Sea, empresa criada pela Martifer para assumir a subconcessão, começou a laborar em Viana do Castelo. Já no final do ano, a West Sea assina o primeiro contrato para construção naval.

Ainda em 2014, o Brasil recebe o Campeonato Mundial de Futebol, com a Martifer Metallic Constructions a participar na construção de três estádios: Arena Fonte Nova (Salvador da Bahía), Arena Castelão (Fortaleza) e Arena da Amazônia (Manaus). 

2012
2012

2012 é o ano do pleno funcionamento da fábrica da Martifer Metallic Constructions no Brasil. Com capacidade para produzir 12 000 toneladas de estrutura metálica por ano, esta fábrica visa dar resposta aos grandes projetos da empresa no Brasil.

2011
2007

A Martifer Metallic Constructions é hoje uma das principais empresas do seu setor na Europa e conta com mais de 2 000 colaboradores em todo o mundo, com atividade em quatro segmentos: estruturas metálicas, alumínio, inox e equipamentos para energia eólica, petróleo e gás.

No primeiro semestre do ano, iniciou a construção da sua fábrica de estruturas metálicas num dos mercados com maior potencial de crescimento para os próximos anos: o Brasil. Com capacidade para produzir cerca de 12 000 toneladas por ano e uma área de 15 000 m², espera-se que esta unidade entre em laboração já no primeiro semestre de 2012.

2010
Em março, a Martifer Metallic Constructions adquire 45 % do capital social da Martifer Alumínios à HSF SGPS, passando a deter a totalidade do capital da empresa.
2009

A Martifer e a Hirschfeld criam uma Joint Venture para a produção de componentes para energia eólica nos EUA.

A fábrica de construções metálicas em Angola (15 000 toneladas de capacidade) inicia a produção no 2.º semestre do ano.

A Martifer Alumínios, em conjunto com outra subsidiária do Grupo Martifer, a Martifer Solar, implementou uma instalação fotovoltaica de integraçãoarquitetónica da nova casa de cultura de Alcobendas, que consistiu na instalação de fachadas e claraboias fotovoltaicas neste edifício.
2008
2008

A Martifer Energy Systems adquire a Navalria. O valor da aquisição ascendeu a 4,7 milhões de euros.

Teve início a produção na unidade industrial de componentes para parques eólicos.

A Martifer Metallic Constructions adquiriu na Austrália a atividade da Sassall, empresa que se dedica à construção de fachadas em alumínio. O valor da aquisição ascendeu a cerca de 4,2 milhões de Euros. A Martifer Alumínios adquiriu uma posição de 80% desta empresa, pertencendo os restantes 20% ao Grupo Wideform.
2007
2007

Foi adjudicada ao consórcio formado pela Martifer, Mota-Engil e Coffey uma obra no novo Terminal 2 no aeroporto de Dublin, na Irlanda. À Martifer Construções correspondem obras no valor de 43,2 milhões de euros.
2006
Em agosto, a atividade de construção de fachadas em alumínio é expandida para a Polónia.
2005
A atividade de estruturas metálicas alarga o seu mercado de atuação na Europa Central, abrindo delegações na Roménia, República Checa, Eslováquia e Alemanha.
2004

Em fevereiro, a Martifer inicia a atividade no setor dos equipamentos para energia renovável, através da Martifer Energia. Esta empresa dedica-se ao fabrico de torres metálicas para aerogeradores eólicos e está instalada na Zona Industrial de Oliveira de Frades.

A Martifer Energia dá início ao processo de implementação de um sistema de gestão integrado de qualidade, segurança e ambiente, de acordo com as normas NP EN ISO 9001:2000, NP EN ISO 14001:1999 e OHSAS 18001:1999.
2003
Em fevereiro, a Martifer Construções continua com o processo de internacionalização com a criação de uma unidade industrial em Gliwice, na Polónia, com uma capacidade de produção de 15 000 toneladas anuais de estrutura metálica. Esta entra em laboração no 2.º semestre de 2004.
2002

De forma a dar resposta à construção dos estádios do Euro 2004, a Martifer Construções cria a sua segunda fábrica em Portugal, Benavente, com uma capacidade produtiva de 15 000 toneladas por ano.

A Martifer Alumínios obtém a certificação pela APCER de acordo com a norma NP EN ISO 9001:2000. Atualmente, a empresa é certificada pelo sistema de gestão integrado de qualidade, segurança e ambiente de acordo com as normas NP EN ISO 9001:2000, NP EN ISO 14001:1999 e OHSAS 18001:1999.

A Martifer Construções Metalomecânicas implementa o Sistema de Gestão de Qualidade pela norma ISO 9001:2000, e em 2003 obtém a certificação pelo sistema de gestão integrado de qualidade, segurança e ambiente, de acordo com as normas NP EN ISO 9001:2000 e OHSAS 18001:1999.
1999
Em novembro, a Martifer expande as suas atividades para Espanha, com o objetivo de se afirmar como uma das empresas de referência na construção metálica daquele país.
1998
1998

Em Portugal decorre a Expo 98, com a participação da Martifer em várias obras, como a torre Vasco da Gama ou a Praça Sony.
1995
É iniciado o processo de certificação da Martifer pela norma NP EN ISO 9002, que culminou em novembro de 1997 com a atribuição do Certificado APCER N.º 97/CEP.579.
1990

Em fevereiro de 1990, é constituída a Martifer Construções Metalomecânicas, SA como sociedade por quotas, com um capital social de aproximadamente 22 500 euros (4 500 mil escudos) e sede na Zona Industrial de Oliveira de Frades, que se mantém até aos dias de hoje.

No final do primeiro ano de atividade, a Martifer contava com 18 colaboradores e um volume de negócios de 240 mil euros.